Revista Omnia Lumina, Vol. 2, No 1 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Nietzsche: Espírito Livre, devir intenso

Luís Augusto De Mola Guisard

Resumo


RESUMO

Este artigo procura se constituir como uma modesta introdução ao pensamento de Nietzsche, começando pelo seu estilo linguístico e revisitando algumas metáforas centrais como o “último homem” e “além-do-homem”; a primeira designando o ser que já não tem mais esperanças, resultado da “morte de Deus” pela racionalidade moderna e a segunda que antevê a afirmação de um porvir luminoso. A partir do diagnóstico da modernidade como niilismo, Nietzsche procura detectar as possibilidades de sua superação ao investigar criticamente os ideais da filosofia da história de sua época, inaugurando a genealogia do esquecimento e da memória.

Palavras-chave: niilismo, além do homem, último homem, esquecimento, memória.

 

ABSTRACT

This article seeks to constitute itself as a modest introduction to Nietzsche's thought, beginning with his linguistic style and revisiting some central metaphors as the "last man" and "beyond-the-man"; the first designates the being that no longer has hopes as a result of the "death of God" by modern rationality and the second foresees the assertion of a bright future. Based on the diagnosis of modernity as nihilism, Nietzsche aims to detect the possibilities of overcoming it through critically investigating the ideals of his time’s philosophy of history, inaugurating the genealogy of forgetfulness and memory.

Keywords: Nihilism, beyond the man, last man, forgetfulness, memory


Texto Completo: PDF

Incluir comentário

Faculdade de São Bento

100 Anos: 1908 - 2008

A mais antiga Faculdade de Filosofia do Brasil